Diabetes Tipo 1 e Tipo 2 e a Indústria Farmacêutica

Diabetes Tipo 1 e Tipo 2 e a Indústria Farmacêutica
Rate this post

Diabetes tipo 2: A forma mais comum da Diabetes é a tipo 2 e o fator de risco número um para esse tipo de Diabetes é a obesidade. A definição de obesidade é para quando se tem um peso corporal que é 20%, ou mais, do que o peso recomendado para o seu corpo, sexo, idade e altura.

diabetes tipo 2

Diabetes tipo 1: Normalmente  é diagnosticada pela primeira vez como uma doença pancreática durante a infância ou adolescência, embora em alguns casos pode ocorrer na meia-idade. Pessoas com diabetes tipo 1 não produzem naturalmente insulina suficiente para o seu corpo. Assim, essas pessoas, são obrigadas a tomar regularmente injeções de insulina durante toda a sua vida.

 

Enquanto diabetes tipo 1 é relativamente rara, Diabetes tipo 2 está se tornando uma condição cada vez mais comum entre adultos e crianças. Apesar de ser considerada originalmente uma condição em que só os adultos sofrem,  essa doença está agora sendo vista mais comumente em adolescentes. Alguns estudos publicados na última década verificaram que crianças a partir dos 8 ou 9 anos têm sintomas de pré-diabetes.

A cada ano, milhões de dólares são investidos em pesquisar as causas exatas do Diabetes Tipo 2, mas essas causas  ainda têm de ser identificadas. A obesidade, no entanto, tem sido vista como um dos maiores fatores de contribuição.

 

Ao contrário de pessoas com diabetes tipo 1, as pessoas que são obesas podem produzir muita insulina. Mas,  por causa de seu peso, simplesmente não podem fazer o melhor uso dela. Como resultado, o seu pâncreas continua a produzir uma quantidade crescente de insulina.

 

Eventualmente as células beta do pâncreas, que são responsáveis ​​pela produção de insulina,  esgotam-se com esse aumento de produção e essas mesmas células acabam afetando negativamente o pâncreas pelo alto teor de açúcar no sangue tornando-o mais propenso a falhas, como resultado ele irá produzir pouco ou praticamente nada de insulina.

 

É possível superar a Diabetes?

 

Na diabetes tipo 2, as próprias células do corpo tornam-se resistentes aos efeitos da insulina. A razão para isto é desconhecida. E da mesma forma que o excesso de peso pode submetê-lo a ser  mais propenso a desenvolver doenças cardíacas e outras doenças cardiovasculares, a obesidade também tem sido associada diretamente ao diabetes tipo 2.

 

Hoje em dia, muitos pesquisadores acreditam que a obesidade provoca uma inflamação crônica, de baixo grau das células. Essa inflamação possivelmente faz com que as células sejam resistentes aos efeitos da insulina ao ponto de não aceitá-la mais.

 

Como a insulina não pode ser conduzida às células, essas também não podem receber a glicose que necessitam. Como resultado, a glicose permanece na corrente sanguínea. É por isso que as pessoas que sofrem de diabetes tipo 2 têm,  frequentemente,   aumento de açúcar no sangue.

 

Mesmo as pessoas que ainda não desenvolveram diabetes tipo 2 podem começar a mostrar sintomas, incluindo açúcar elevado no sangue. Outros sintomas comuns de pré-diabetes incluem:

 

• Sede Excessiva

  • Cansaço excessivo
  • perda de peso inexplicada
  • irritabilidade frequente
  • Visão turva
  • Infecções da pele, do trato urinário ou na vagina
  • cicatrização lenta de feridas
  • formigamento nas mãos e pés

Se você estiver enfrentando algum ou todos esses sintomas, poderia ser uma indicação de que você pode estar em risco ou já desenvolveu diabetes tipo 2, especialmente se você é obeso. Um histórico familiar de diabetes tipo 2 também pode ser fator de  predisposição. Procure o seu médico para exames e medidas necessárias.

 

Outros fatores de risco incluem:

 

  • Estar acima do peso
  • Ter mais de 45 anos de idade
  • Teve diabetes gestacional durante a gravidez
  • Ter a pressão alta
  • Ter o colesterol HDL de 35 ou inferior, ou com níveis de triglicerídeos superior a 250
  • Ser relativamente sedentários ou fazer exercício menos de três vezes por semana

 

Quantos destes se aplica a você? Como você pode ver, alguns desses fatores de risco não podem ser evitados. Você não pode mudar a sua idade, por exemplo. Mas alguns deles podem ser alterados e / ou evitados.

O objetivo deste Artigo é  ensiná-lo a lidar com os fatores de risco, de modo que você possa minimizar suas chances de contrair diabetes tipo 2, ou mesmo controlar e reverter a diabetes.

 

Encontre equilíbrio na sua vida:

 

Benefícios de um estilo de vida saudável

diabetes

A chave para lidar com esses fatores de risco modificáveis ​​é através de uma alimentação saudável e exercícios físicos regulares. Neste artigo, você vai aprender o que você precisa comer e o que você precisa fazer a fim de tornar-se mais saudável e assim poder  reduzir o risco de contrair diabetes tipo 2.

 

Se você já sofre dessa condição, as etapas descritas neste artigo irá mostrar-lhe o que você precisa fazer para reverter a situação e até mesmo curar-se do diabetes tipo 2 para sempre!

 

O plano de reversão que você está prestes a aprender é baseado em pesquisas de ponta e é projetado para que as pessoas possam adaptá-lo facilmente em suas vidas. Isso é importante para que o plano seja fácil de seguir. Caso contrário, será praticamente impossível você sustentá-lo ao longo do tempo.

 

 Viver sem Diabetes

 

Tanto o diabetes tipo 1 quanto o tipo 2,  são condições muito graves para a saúde. O impacto de ter perdido o controle sobre a capacidade do organismo de produzir e utilizar a insulina pode ser extremo. Se não for tratada, a diabetes tipo 2 pode levar a muitas complicações indesejáveis, incluindo a perda da visão, insuficiência renal, perda de dedos, pés ou pernas, e até mesmo a morte.

 

A maioria das pessoas que sofrem de diabetes tipo 2,  não estão cientes de que têm essa condição. Se você atualmente está enfrentando algum dos sintomas enumerados, é importante considerar seriamente a possibilidade de que você possa ser uma dessas pessoas.

 

Este guia ensina a abraçar um estilo de vida natural e seguro, mudanças que você precisa fazer a fim de prevenir a pré-diabetes e desenvolver uma condição mais grave ou para reverter a sua Diabetes Tipo 2. Consequentemente,  você poderá viver uma vida feliz, estando livre de problemas de saúde  e sem os risco de vida que acompanham essa doença.

 

Você está prestes a ver, que é a única pessoa que pode garantir que tenha as ferramentas necessárias para derrotar essa doença cada vez mais comum.

 

O fracasso da Medicina Moderna

 

Quando os médicos são obrigados a fazer o juramento de Hipócrates. Um dos trechos desse  juramento diz que  ” A vida que professar será para benefício dos doentes e para o meu próprio bem, nunca para prejuízo deles ou com malévolos propósitos.” Em outras palavras, qualquer tratamento não deve causar às pessoas mais mal do que àquele que eles já estão sofrendo.

 

Infelizmente, na era da medicina moderna, onde há grande competição entre as indústrias farmacêuticas visando mais e mais o ganho de dinheiro,  esse juramento frequentemente é  ignorado ou esquecido. Isto é especialmente verdadeiro quando se trata de tratamento para o diabetes tipo 2.

 

No mundo pós-industrial, as indústrias são motivadas principalmente por margens de lucro. Na comunidade médica, isto significa que o principal tratamento para a maioria das doenças é  prescrever substâncias, muitas vezes tóxicas e não naturais, conhecidas como fármacos, em doses não letais a fim de suprimir qualquer sintomas que o paciente esteja sofrendo.

 

Na maioria dos casos, esta forma de tratamento não consegue resolver a causa subjacente da doença ou o tratamento e  não faz nada para realmente curar o paciente. Prescrição de drogas simplesmente para mascarar os sintomas e até as próprias funções naturais do corpo das pessoas  em vez de encontrar uma maneira eficaz  de curar. Enquanto isso, doenças como a Diabetes tipo 2,  podem  desenvolver-se ainda  mais rapidamente no corpo, criando mais sintomas, mais problemas físicos e, finalmente, uma potencial ameaça fatal para a saúde do paciente.

 

O corpo humano é uma máquina verdadeiramente milagrosa. Ele contém a capacidade de curar-se naturalmente da maioria das doenças que ocorrem. Mesmo no caso de uma lesão traumática, como uma fratura óssea ou uma laceração grave, os  próprios poderes restauradores naturais do corpo fazem  o trabalho de consertar ossos quebrados e selando cortes abertos e feridas.

 

O mesmo pode ser dito da Diabetes Tipo 2. Dada a oportunidade, o corpo humano é a chave para restaurar o equilíbrio de suas funções naturais, incluindo os níveis de açúcar no sangue, a produção de insulina e absorção celular.

 

O problema deste  cenário, no entanto, é que as indústrias farmacêuticas deixam de ganhar  muito dinheiro  com isso.

 

Os  Verdadeiros Motivos das  Grandes Empresas Farmacêuticas

indústria famacêutica

As maiores empresas farmacêuticas do mundo têm uma média de 954.000 milhões de dólares em vendas quando seus medicamentos são prescritos. Os EUA representam  a maioria dessas vendas, totalizando cerca de 340.000 milhões de dólares anualmente.

 

Nenhuma das maiores empresas farmacêuticas que incluem Pfizer, BristolMeyers Squibb, AstraZeneca, GlaxoSmithKline , são de propriedade privada. Todas são de capital aberto, o que significa que os executivos que dirigem essas empresas precisam mostrar lucros substanciais e crescimento das vendas contínuos  ou eles poderão ser dispensados.

 

Felizmente para essas empresas, as pessoas que trabalham na indústria farmacêutica são muito  boas em seus trabalhos. Pfizer e Merck & Co., as duas maiores empresas farmacêuticas dos EUA, ganharam uma média de 113.000.000 de dólares em vendas em 2008. Novartis, que é baseada na Suíça, ganhou 53.000 milhões dólares e Bayer da Alemanha ganhou 44.000 milhões dólares. Mesmo um fabricante relativamente pequeno, como a Procter & Gamble, que se especializa em produtos de limpeza de casa e tem apenas uma pequena divisão de drogas, ganhou US $ 8 bilhões em vendas no mesmo ano.

 

Nos EUA, as empresas farmacêuticas gastam cerca de 19.000 milhões dólares por ano em marketing.

 

A Conspiração da Indústria Farmacêutica

conspiração da indústria farmacêutica

A indústria farmacêutica representa um ganho de  muito dinheiro. E é extremamente interessante a essas  empresas  cada vez mais aumentar a venda de medicamentos, principalmente se esses medicamentos precisam ser consumidos ao longo da vida das pessoas, entre eles os medicamentos para diabetes.

 

Também é interessante para essas empresas  reprimir qualquer tipo de terapia alternativa “sem drogas” que funciona. Isso porque a indústria farmacêutica quer e necessita  de clientes para manter e direcionar  para mais tratamentos e mais drogas. Se um paciente está “curado” de sua doença, as empresas farmacêuticas perdem uma fonte potencial de renda. Em outras palavras, curas acabam com os lucros, pelo menos para indústria farmacêutica. Assim, seu objetivo não é curar você, mas mantê-lo apenas doente o suficiente para que você tenha que adquirir mais medicamentos .

 

Alguém que está doente ou que tem problemas reais de saúde, ou, como no caso da maioria dos homens que sofrem de “Disfunção erétil”, imagine,  são uma fonte contínua de renda para as grandes empresas farmacêuticas. E enquanto bilhões de pessoas no mundo estão comprando caminhões de drogas, significa enormes lucros para indústria farmacêutica e seus investidores.

 

Subornando Médicos?

 

Lembre-se que 19.000 milhões de dólares é um orçamento de marketing impressionante que a Indústria farmacêutica gasta a cada ano. Ela deve, sem dúvida nenhuma, que uma grande parte vai diretamente para as pessoas responsáveis  por  prescrever seus produtos para pessoas como você, ou seja, para médicos que não honram o juramento de Hipócrates que citamos anteriormente.

O representante típico de drogas, muitas vezes, visitam  os médicos que estão na sua carteira de clientes  cerca de uma vez a cada duas semanas. Seu objetivo é convencê-los a colocar seus pacientes sob tratamento dos medicamentos que representam. Eles fazem isso para explicar os benefícios dos seus produtos, oferecendo amostras grátis para os médicos para experimentar em seus pacientes, e fornecer acesso à quantidade impressionante de pesquisas que são geralmente conduzidas pelas próprias empresas farmacêuticas.

 

Quem é realmente o culpado do seu Diabetes?

 

O corpo humano é uma máquina incrível de vida que realmente substitui todas as células do  corpo a cada sete anos e, como qualquer máquina, é apenas tão eficiente dependendo dos combustíveis que você coloca nele para que funcione.

 

Quando você consume uma grande quantidade de alimentos processados, você deve perceber que estes alimentos são pobres em valor nutricional, mas ricos nos tipos de coisas que as tornam mais barato para as empresas de alimentos produzi-lo e mais rápido serem introduzidos no mercado. Esses elementos “baratos” incluem conservantes, pesticidas, inseticidas, fungicidas, antibióticos, sabores artificiais, corantes artificiais e outros aditivos. O corpo tem que descobrir uma maneira de lidar com esses elementos não naturais, muitos dos quais são tóxicos e prejudiciais para o corpo.

 

Por  muitas pessoas consumirem esses alimentos menos nutritivos com tanta frequência e, em grande quantidade, o resultado é um corpo se tornando mais sobrecarregado com toxinas do que ele possa manipular. Este acúmulo de toxinas acontece tão rápido e em tal volume que o organismo não tem energia suficiente para eliminá-los adequadamente através de funções naturais. Por consequência, eles são armazenados nas células do próprio corpo, especialmente nas células de gordura, onde eles se acumulam ao longo do tempo.

 

Os lugares mais comuns onde as células de gordura são armazenadas no corpo são na barriga, coxas, quadris e nádegas. Mas toxinas serão armazenados em células de gordura por todo o corpo. Isso pode incluir seus braços e gordura subcutânea que está localizado abaixo de sua pele e, acima de seu músculo, em todo o seu corpo. Essencialmente, você se torna um enorme armazém de toxina.

 

Eventualmente, este armazenamento tóxico é o que causa essas doenças crônicas, como doenças cardiovasculares, câncer e até mesmo diabetes tipo 2. A doença é a manifestação do corpo tentando curar-se, expulsando esses venenos. A doença resultante é uma tentativa do corpo para se livrar dessas toxinas, mesmo se resultar em morte.

 

O corpo tem funções naturais que lhe permitem expulsar venenos de seu sistema rapidamente, tais como vômitos, diarréia, tosse, sudorese, acne e até mesmo uma febre. O corpo vai utilizar cada gota de energia que tem para limpar essas toxinas do seu organismo. Isso resulta em sintomas como dores de cabeça, dor nas articulações, insônia, fadiga, disfunção renal, convulsões, irritações de pele e muitos outros sintomas.

 

Mas ao invés de permitir que o corpo trabalhe naturalmente para curar-se, o papel da indústria farmacêutica é fazer com que os médicos prescrevam medicamentos que empurram essas toxinas de volta para seu corpo. Então ao invés de apoiar o processo de limpeza, o nosso sistema imunológico, agora, baseia-se na premissa de interferir com a própria capacidade natural do corpo para curar-se.

 

Portanto, agora o corpo não só luta para limpar a carga de toxinas não naturais que vêm dos alimentos não saudáveis ​​que são uma grande parte da dieta da maioria das pessoas, mas também está sendo prejudicado por ainda mais toxinas que vêm dos medicamentos que seu médico prescreveu para você e ainda por aqueles medicamentos que nem foram prescritos,  mas que você viu em um comercial na televisão ou em uma revista que você estava folheando ou uma  página de um site que você estava navegando.

 

A realidade é que o que chegou a pensar ser uma “doença”, em outras palavras, eram  os sintomas de seu corpo tentando limpar-se dos venenos que você está colocando para dentro do seu organismo,  ou seja  na verdade era a “cura”. Assim, o tratamento da doença com medicamentos é contra-produtivo e você só acaba ficando ainda mais doente do que você estava no início.

 

A maneira mais eficaz para o tratamento de muitas doenças, incluindo diabetes tipo 2 é simplesmente permitir que o corpo realize suas funções naturais, inibidos por fármacos e artificiais. Basta você melhorar a qualidade do “combustível” que você está colocando dentro do seu corpo e assim ter mais energia e melhor disposição.

 

Ao fazer essas duas coisas, você pode tanto reverter os sintomas da diabetes tipo 2 ou melhor ainda,  impedir primeiramente  que a doença se inicie.

 

Verdadeiras causas da Diabetes

 

Desde o resfriado comum à fratura exposta, o corpo humano tem a capacidade auto suficiente para curar-se sem remédio. Entretanto, os médicos que fizeram o juramento de “não utilizar malévolos propósitos” ou são ignorantes ou deliberadamente não fazem jus a essas palavras por prescreverem medicamentos caros, a pedido das indústrias farmacêuticas multimilionárias.

 

Cada doença vivenciada pelo corpo humano, incluindo diabetes tipo 2, na verdade é o acúmulo de toxinas retidas que o corpo não pode expulsar por meio de seus canais normais de eliminação. Assim, em muitos casos, o que chamamos de “doença” é na verdade apenas o corpo tentando limpar-se das toxinas, a fim de retornar ao equilíbrio adequado.

 

Quando um excesso de toxinas impede o organismo de realizar esse equilíbrio, o resultado é muitas vezes sintomas como febre, desenvolvimento de muco, erupções na pele, ataques de tosse, vômitos, inflamação e outros. O uso de drogas para tentar resolver esses sintomas muitas vezes resulta em simplesmente adicionar combustível ao fogo. Isso é porque as drogas atacam os sintomas que você está sentindo trazendo certo alívio, porém produzem outros sintomas por também atacarem funções naturais do seu organismo, fazendo, muitas vezes, você necessitar de outro medicamento para aliviar esse segundo sintoma que acometeu seu organismo.

 

Uma abordagem melhor é desintoxicar o corpo, a fim de limpá-lo dos venenos prejudiciais que causam uma redução nos níveis de energia, devido ao estresse. Escolhas saudáveis ​​de  estilo de vida e / ou tratamento incorreto do corpo através de escolhas alimentares erradas, comer em excesso e ingestão de tóxicos através de drogas são os componentes absolutos de uma abordagem errada.

 

A verdade sobre Diabetes

 

A causa de muitas das doenças mais comuns hoje em dia, incluindo diabetes tipo 2 começa nas escolhas e atividades que não deixam o nosso corpo desprovidos da força vital essencial – os hábitos saudáveis, da mente e do corpo. Como resultado, a única solução permanente para a cura de diabetes tipo 2 e outras doenças,  nada mais é do que uma simples correção dos nossos hábitos cotidianos.

 

As empresas farmacêuticas e os médicos preocupados com os seus ganhos querem que você acredite que uma abordagem “fórmula mágica” para a doença existente,  na forma de uma pílula ou outros medicamentos que você pode tomar,  vai trazer a sua cura. Mas esses medicamentos, por vezes,  só adicionam um problema a mais, e não fornecem uma solução.

 

Uma ótima saúde só pode ser alcançada através da observação de uma série de leis naturais simples e fazendo as melhores escolhas para o seu organismo todos os dias. Como veremos em breve, estas se aplicam  apenas às coisas que você come, mas também às que você bebe, a seu nível de atividade, e até mesmo às coisas que  você pensa, lembre-se sempre da premissa: “mente sã, corpo são”, entre outras coisas.

 

A verdade sobre diabetes é que ela pode ser curada. Pode até mesmo ser evitada antes que se forme. Mas a solução reside nas próprias escolhas do seu  estilo de vida, em vez de drogas perigosas e  caras ou outros tratamentos modernos ineficazes.

 

A causa número 1, mais comum de diabetes

 

O maior fator que contribui para o desenvolvimento de diabetes tipo 2 em adultos e crianças é a obesidade. Mas a obesidade em si não é a causa da doença, apenas o sintoma.

 

A causa da doença, na verdade, reside na razão das pessoas se tornarem obesas, em primeiro lugar – comer alimentos saudáveis e nutritivos e fazer exercícios físicos não é o suficiente.

 

Uma maneira de você pensar em sua saúde é pensar em uma gangorra. Quando duas crianças de mesmo peso estão sentadas nos assentos opostos de uma gangorra, a barra de ligação dos assentos ficará paralela ao solo. Mas quando a força é aplicada por qualquer uma das crianças, e uma delas tenta pressionar a barra para baixo, usando suas pernas, ele faz com que a barra fique temporariamente fora de equilíbrio e a criança no banco oposto  se eleva. Quando a gravidade retorna a gangorra ao seu estado de repouso original, a outra criança pode aplicar a força e o processo é repetido, apenas com o lado oposto se elevando.

 

Como uma gangorra, as funções saudáveis ​​do seu corpo requer um estado de equilíbrio. Quando você fornece a quantidade adequada de alimentos que contêm as vitaminas, minerais e nutrientes que você precisa corretamente, as funções do corpo podem trabalhar em conjunto.

 

Da mesma forma, quando o seu nível de atividade e metabolismo natural do corpo queima o mesmo número de calorias que você consome através dos alimentos que você ingere, você mantêm o mesmo peso.

 

Mas o que acontece quando você aplica força adicional para um lado ou do outro? Quando você consumir mais alimentos do que o seu corpo precisa para funcionar, você consome alimentos que não contêm os requisitos nutricionais que você precisa, ou ambos, ele faz seu corpo funcionar fora do equilíbrio.

 

Da mesma forma, quando você tem um estilo de vida sedentário e você não pratica bastante atividade para queimar as calorias que você está consumindo, quando o metabolismo do seu corpo funciona mais lento do que deveria, ou ambos, as funções naturais do seu corpo também estão fora de equilíbrio.

 

No caso de pessoas que são obesas, ambos os desequilíbrios ocorrem ao mesmo tempo. E em vez da gangorra natural do seu corpo estar em perfeito equilíbrio, ambos os lados estão oscilando para cima e para baixo em um ritmo cada vez mais rápido. Inevitavelmente, existirá  um colapso sob a forma do desenvolvimento de Diabetes Tipo 2 ou de outra doença.

 

Teoria dos Germes

Louis_Pasteur

A idéia de que o equilíbrio pode ser alcançado naturalmente no corpo, controlando os alimentos que comemos e recebendo exercícios  adequados para queimar as calorias que consumimos é contrária ao modelo de negócios da indústria farmacêutica.

 

Seus investidores não estão obtendo os lucros e aumentos dos valores das ações que eles querem se as pessoas simplesmente pararem de tomar medicamentos e começar a fazer as melhores escolhas de estilo de vida. Então eles tiveram que desenvolver uma estratégia para chegar aos consumidores para que eles ignorem a natureza óbvia da saúde humana e, em vez de estabelecer um conceito diferente, iria tornar as pessoas mais abertas à idéia de cura através de medicamentos.

 

Assim, a teoria dos germes nasceu.

 

A investigação médica inovadora de Louis Pasteur desenvolvida pela primeira vez em meados do século 19,  é a teoria de que um germe em particular que causou uma doença específica. A pesquisa de Pasteur  que resultou na descoberta da penicilina, o primeiro medicamento eficaz contra as bactérias, deu também à luz o conceito falho da teoria dos germes.

 

Esta teoria diz que qualquer tipo de doença é gerada  pelos microorganismos e que para combatê-los precisamos combatê-los e impedi-los que entrem em nosso corpo de forma artificial. Ou seja, consumindo as  drogas certas para a bactéria causadora de cada doença. Consequentemente, os fabricantes de produtos farmacêuticos quando viram ali um nicho que poderia ser bem explorado e que geraria muito lucro, agarram essa idéia com unhas e dentes.

 

O problema é que a teoria dos germes desmorona quando você o observa mais de perto. Ao mesmo tempo que Pasteur estava desenvolvendo a teoria dos germes, dois outros cientistas estavam realizando suas próprias pesquisas sobre saúde e doença. Claude Bernard e Antoine Bechamp acreditava que a maioria das doenças não foram causadas ​​por um germe externo infiltrado no corpo, mas por um desequilíbrio inerente do próprio corpo. Em outras palavras, não é  um erro, mas a fraqueza física ou “deficiência de força” que faz uma pessoa suscetível à doenças.

 

Especificamente, Bechamp identificou certos organismos que ele chamou de “microzimas” que fica vivo e ativo nas células. Ele concluiu que a doença tem origem a partir de dentro do organismo, não a partir do exterior do organismo.

 

Bernard acredita que a capacidade do corpo para curar dependia de seu ambiente interno. Assim, a doença só ocorre quando próprio território interno do corpo se tornou favorável para germes.

 

Saúde Celular

 

Refletindo sobre a teoria de  Béchamp e Bernard  e pensando se ele estavam corretos e há muitas  evidência que sugere que eles estavam, percebemos que a qualidade de vida é determinada pela qualidade de células do corpo.

Isso porque a energia é criada dentro das nossas células. O estado da nossa saúde celular depende diretamente de nossos níveis de energia,  saúde e bem-estar.

 

Portanto, se as nossas células estão doentes, ficamos doentes.

 

As células do corpo são os tijolos e argamassa a partir do qual todos os tecidos vivos são compostos. Eles também são fábricas pequenas que sintetizam os hormônios, neurotransmissores, proteínas e força de vida. Para otimizar  sua saúde em geral, é essencial que você otimize sua saúde celular. A grande questão é:  Como fazer isso?

 

 

 A Nova Biologia …?

 

Há quatro elementos básicos que suas células necessitam para funcionar otimamente:

  1. Oxigênio + água
  2. Nutrientes
  3. Mindset positivo (ter sempre em mente hábitos e atitudes positivas)
  4. A alcalinidade (equilíbrio do pH)

 

Fornecendo todos esses  quatro elementos  em proporções adequadas ao seu corpo,  você poderá otimizar sua saúde celular. E quando suas células estão funcionando corretamente, seu corpo vai operar em equilíbrio perfeito e você vai experimentar uma saúde ótima. Esta é a base de uma teoria conhecida como a Nova Biologia e forma a base para este guia.

 

NÃO PERCA AS PRÓXIMAS POSTAGENS.

 

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

5 Comentários

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.